fbpx

Diferença entre público alvo e persona

No marketing, saber para quem você está vendendo é fundamental para o sucesso. Não conhecer o seu segmento de mercado, os hábitos e gosto de seus clientes, torna impossível de formular estratégias de venda assertivas e eficazes.

Temos duas maneiras de conhecer mais a fundo os nossos clientes: público-alvo e a persona, cada uma delas com sua função, característica e utilidade.

Neste post vamos explicar as diferenças e aplicações das duas. Fique ligado!

Público-alvo

A formulação do público alvo é o primeiro passo de qualquer estratégia de marketing. O público alvo é a camada da população que você pretende atingir. Para definir o público alvo são usadas informações como:

  • Interesses;
  • Classe social;
  • Gênero;
  • Hábitos de compra;
  • Faixa etária;
  • Profissão.

Como você já deve ter percebido, o público-alvo não especifica quem é o seu cliente ideal. Afinal, não é porque duas pessoas possuem a mesma idade e gênero que gostaram da mesma coisa.

Por isso, o público-alvo é mais usado para definir o escopo de pessoas, como primeira etapa de separação entre os potenciais clientes e pessoas que, provavelmente, não irão se interessar pelo seu produto no momento.

Persona

A persona é o próximo passo do público-alvo. Anteriormente, a definição de público-alvo bastava para se formular uma campanha que seria veiculada nos meios tradicionais de mídia, como rádio, televisão e jornais. Mas na era digital é necessário dar um passo à frente.

Atualmente, é possível direcionar uma campanha a um público muito específico e no momento que ele está mais propenso a comprar, ou você acha que é coincidência que os anúncios na internet sempre refletem as últimas coisas que você pesquisou?

Para atingir esse comprador ideal é que utilizamos a persona. A persona é um personagem semi-fictício que define o seu cliente ideal, a pessoa exata que você pretende atingir. Utilizando as informações do público-alvo, seu conhecimento pelo próprio cliente e outras informações fornecidas pelas próprias redes sociais você adquire a base para formular sua persona.

Mas a persona não se resume a dados, ela possui:

  • Um nome completo;
  • Uma breve história sobre o dia a dia da persona;
  • Profissão e cargo;
  • Hábitos de compra;
  • Estilo de vida;
  • Redes sociais favoritas;
  • Hobbies;
  • Valores;
  • Dores relacionadas ao seu produto;
  • Dúvidas;
  • Sonhos;
  • Tamanho da família;
  • Ambições.

E outras informações que você achar pertinente para formular sua persona com exatidão. E, é claro, você pode ter diversas personas diferentes.

Conclusão

O público-alvo e a persona são complementares uma da outra. Enquanto a primeira fornece uma visão mais ampla de nossos consumidores, a segunda consegue nos conectar com eles e, assim, criar uma comunicação mais assertiva e empática com nossos clientes, realmente falar com eles.

Para saber muito mais sobre marketing digital e suas ferramentas, dê uma olhada nos outros conteúdos de nosso blog ou converse com um especialista no botão abaixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *